CPI do Narcotráfico Já

cpi-narcotrafico-site

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará foi palco nesta terça-feira, 13, de ato em prol da instalação da CPI do Narcotráfico.

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) pede a instauração da  Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o narcotráfico no Ceará desde maio de 2015, mas suas tentativas foram barradas. Não bastasse, somente no ano de 2016, foram assassinados 32 profissionais de segurança pública, entre policiais militares, civis, agentes penitenciários, policiais rodoviários federais e delegados de polícia.  “É preciso dar uma resposta, porque o policial é a figura do Estado. Por isso, está sendo assassinado”, afirmou Capitão Wagner.

Por isso, em assembleia geral unificada das associações representativas ACSMCE, Aspramece, APS, Assof e Sindasp, foi deliberado que os agentes de segurança pública iriam cobrar dos parlamentares cearenses a CPI que vai tratar sobre o narcotráfico no estado.

A Associação dos Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará esteve presente nas galerias e nos gabinetes dos deputados, protocolando o pedido em conjunto das entidades para a que a CPI comece o mais logo possível.

#ACSPresente

 

Compartilhar
ACSMCE
ACSMCE
Este artigo foi produzido por um dos redatores especialistas da base da ACSMCE. Fique ligado, quase todos os dias temos conteúdo novo.

POSTS RELACIONADOS

RELACIONADOS
LOCALIZAÇÃO
Av. Imperador, 1600 - Centro - Fortaleza-CE
CEP: 60015-052
CONECTE-SE
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da ACSMCE.
© 2016 ACSMCE. Todos os direitos reservados