Mesa Setorial tem reunião na Secretaria de Segurança Pública

mesa setorial site

A reunião mensal da Mesa Setorial de Negociação Permanente aconteceu na manhã desta segunda-feira (15), na sede da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará, com a presença do secretário André Costa, do deputado federal Cabo Sabino, deputado estadual Capitão Wagner, o presidente da Associação dos Cabos e Soldados Militares do Ceará, SGT PMCE Eliziano Queiroz e demais representantes da segurança pública estadual.

Com os componentes todos reunidos, o secretário André Costa deu início a reunião elencando os itens das reuniões anteriores, como estavam,quais encaminhamentos foram tomados etc. Sobre a criação da delegacia que investigará os homicídios e tentativas de homicídios praticados contra agentes de segurança pública, a especializada já está funcionando na própria DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa), sob o comando do delegado Ciro. Segundo ainda o secretário da pasta, as mudanças que estão acontecendo visam uma melhoria nos serviços oferecidos pelas e para as vinculadas, “Mudamos a psicóloga que até então trabalhava com a secretaria para que possamos melhorar algo. Vamos assinar um termo de cooperação com a Faculdade Maurício de Nassau que prestará serviço psicológico aos militares. Mas vamos também assinar com a Unifor, com a URCA e a Uva para que possamos interiorizar os serviços”, afirmou.

A ACSMCE levou para a mesa três itens de extrema importância para os militares do Ceará:

  1. Habitação para os profissionais da segurança pública;
  2. formação continuada; e
  3. implantação de comissões, uma para verificar as condições de instalações militares e a segunda para realizar o acolhimento à família militar.

Quanto ao primeiro item abordado pelo SGT Eliziano, foi instaurada uma comissão na mesa (ACSMCE, Sinpol, Assof e Cabemce) para realizar estudos e proposta sobre residências funcionais, construção de projetos habitacionais bem como de uma linha de financiamento diferenciada. No segundo item, tanto Coronel PMCE Juarez (diretor da AESP) como o secretário adjunto, Ten. Coronel PMCE Alexandre Ávila afirmaram que estão estudando possibilidades de haver um redimensionamento quanto amplitude do ensino, propagado pelas forças táticas (tiro, defesa pessoal, abordagem), retirando assim uma parte da carga da Academia de Segurança Pública que está formando atualmente 1.400 praças da PMCE. Finalmente, no último ponto abordado, o comandante da PMCE, Cel. Ronaldo Viana explicou que o Centro Social da polícia militar deverá ter seu funcionamento normalizado em breve, onde será vista a necessidade de ampliação ou não; e a comissão para verificar as instalações militares já está recebendo os relatórios de todas as instalações de todo o estado. “Vamos realizar os estudos necessários, conhecer projetos já existentes para que possamos dar a oportunidade de uma moradia digna para nossos policiais e bombeiros. Quem faz a segurança da sociedade precisa também estar protegido”, finalizou o presidente da ACSMCE.

Aproveitando a ocasião, Cabo Sabino questionou a possibilidade de haver um plano de saúde para os profissionais da segurança pública, uma vez que o ISSEC não está suprindo a demanda, delimitando a apenas 01 consulta médica por mês.

Ainda na mesa, Capitão Wagner entregou nas mãos do secretário um plano de ação para a segurança pública, com 28 projetos.

#ACSPresente

Compartilhar
ACSMCE
ACSMCE
Este artigo foi produzido por um dos redatores especialistas da base da ACSMCE. Fique ligado, quase todos os dias temos conteúdo novo.

POSTS RELACIONADOS

RELACIONADOS
LOCALIZAÇÃO
Av. Imperador, 1600 - Centro - Fortaleza-CE
CEP: 60015-052
CONECTE-SE
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da ACSMCE.
© 2016 ACSMCE. Todos os direitos reservados