Após um dia de ataques a ônibus, madrugada teve delegacias e banco metralhados

tiro caixa maracanau site

Após os ataques praticados durante todo o dia, em Fortaleza e na Região Metropolitana,  e que resultaram no incêndio de 16 coletivos e quatro veículos das operadoras de águia e  energia elétrica, a onda de terror teve prosseguimento durante a madrugada desta quinta-feira. Pelo menos, mais dois veículos foram incendiados, duas delegacias e uma agência bancária metralhadas e presos iniciaram uma rebelião no Sistema Penitenciário.

Ainda assim, na manhã de hoje as empresas de ônibus decidiram colocar novamente seus veículos nas ruas. Aos poucos, o transporte coletivo da Capital vai se restabelecendo, com o reforço de patrulhamento da Polícia Militar nos terminais e nas principais avenidas que são corredores dos ônibus e topiques.

Ainda na noite de ontem, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, delegado federal André Costa, concedeu uma entrevista coletiva em seu gabinete e informou que, ao menos, seis pessoas haviam sido detidas suspeitas de envolvimento nos atentados. “A Segurança Pública não vai se desviar do rumo que tem adotado no combate ao crime. Comparando, a Segurança Pública é um porta-aviões que está no rumo certo”.

Ataques

Entre a noite de ontem e a madrugada de hoje, ao menos, duas delegacias da Polícia Civil do Ceará  tiveram suas fachadas atingidas a tiros por bandidos. Uma delas, o 8º DP (José Walter), que já foi palco de atentados semelhantes no ano passado. A segunda, foi o 29º DP (Pajuçara), no Município de Maracanaú, onde criminosos também dispararam suas armas.  Logo em seguida, supostamente, a mesma quadrilha que disparou tiros contra o 29º DP foi até a agência da Caixa Econômica da Pajuçara e efetuou uma rajada de tiros, destruindo as portas de vidro.

Também no fim da noite passada, o  veículo de uma empresa terceirizada à serviço da fornecedora de energia elétrica Eneel foi incendiado na rodovia estadual CE-060, na altura do Município de Aracoiaba (a 73Km de Fortaleza),  e um ônibus também destruído por fogo na CE-040, no Município de Aquiraz, na RMF. Nestes quatro últimos ataques ninguém foi preso.

Cartas e recados

Nas redes sociais, bandidos fizeram circular cartas ameaçando as autoridades e falando da grave situação no Sistema Penitenciário. Citam casos de violência em algumas unidades da Grande Fortaleza, como a CPPL 3, e do Interior, o Presídio do Tourão, em Juazeiro do Norte. Estes seriam os motivos da ordem das facções criminosas para implantar o terror nas ruas de Fortaleza e na Região Metropolitana.

Fonte: cearanews7.com

Compartilhar
ACSMCE
ACSMCE
Este artigo foi produzido por um dos redatores especialistas da base da ACSMCE. Fique ligado, quase todos os dias temos conteúdo novo.

POSTS RELACIONADOS

RELACIONADOS
LOCALIZAÇÃO
Av. Imperador, 1600 - Centro - Fortaleza-CE
CEP: 600015-052
CONECTE-SE
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da ACSMCE.
© 2016 ACSMCE. Todos os direitos reservados