Justiça Caso Dandara

dandara site

Quatro dos cinco envolvidos na morte de Dandara dos Santos, 42, são considerados foragidos pelas autoridades, por já terem sido expedidos mandados de prisão contra eles. A morte brutal da travesti, assassinada no último dia 15 de fevereiro, fez com que o governador do estado, sr. Camilo Santana, afirmasse, ontem, que “todos os envolvidos nesse caso serão punidos rigorosamente”.
Conforme o governador, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) conseguiu junto à Justiça os mandados de prisão para os homens que mataram Dandara, filmaram a ação e publicaram na internet. Ontem, Camilo Santana ainda ressaltou que a violência em qualquer nível não será tolerada. “Eles já estão com a ordem de prisão. Vamos punir exemplarmente. Minha indignação e minha solidariedade à família de Dandara”, afirmou o gestor sobre o ato praticado no bairro Bom Jardim, em Fortaleza, que chocou parte da sociedade.

INVESTIGAÇÃO

Ontem (06), o secretário de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Combate à Fome, Elpídio Nogueira, participou de reunião com o delegado Bruno Ronchi, titular do 32º, que é responsável pelas diligências; Janaina Dutra, do centro de Referência LGBT; e representantes da Coordenadoria LGBT do Governo do Estado. Na ocasião foram conversadas algumas medidas a serem tomadas no “Caso Dandara”.

De acordo com Elpídio Nogueira, até o fim da semana serão divulgadas informações adicionais acerca do crime. O secretário adianta que “as medidas tomadas até agora mostram que não haverá impunidade”. Sobre a possível existência de um maior número de envolvidos no crime, Nogueira ressalta que estão em análise alguns áudios coletados e, com isso, “há possibilidade de haver um grupo maior do que os cinco envolvidos identificados. A polícia investiga essas outras identidades”.

Ainda segundo o secretário, a chegada de ‘Dandara’ até o local onde foi morta pode estar atrelada a uma carona de moto. A vítima teria caído da moto. A vítima teria caído da garupa do veículo, quando o grupo de criminosos se aproximou e começou a agredi-la com socos, chutes e com golpes que são utilizados pedaços de madeira.

‘Colocamos uma assessoria jurídica à disposição da família. Agora vou me reunir com o prefeito que já colocou a inteligência da Guarda Municipal à disposição, para repassar as providências relacionadas a esse crime, que foi praticado com requintes de crueldade e tanta malvadeza”, reiterou Nogueira.

Fonte: Diário do Nordeste

Compartilhar
ACSMCE
ACSMCE
Este artigo foi produzido por um dos redatores especialistas da base da ACSMCE. Fique ligado, quase todos os dias temos conteúdo novo.

POSTS RELACIONADOS

RELACIONADOS
LOCALIZAÇÃO
Av. Imperador, 1600 - Centro - Fortaleza-CE
CEP: 60015-052
CONECTE-SE
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da ACSMCE.
© 2016 ACSMCE. Todos os direitos reservados