Secretário quer unir órgãos no combate ao crime organizado

andré costa

O atual titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), André Costa, adiantou que vai unificar a ação de todos os órgãos de inteligência no combate ao crime organizado. A informação foi dada pelo próprio secretário, antes de participar da primeira reunião Monitoramento de Ações e Projetos Prioritários (Mapp) de 2017.

A intenção principal é conter o poder das facções criminosas que hoje comandam boa parte das penitenciárias cearenses. “Todos esses atores são importantes na discussão do combate ao crime organizado”, disse o secretário. Ele acrescentou que é fundamental trazer para discussão, além da inteligência da própria segurança pública do Estado, a experiência do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público), da Secretaria da Justiça, da PF (Polícia Federal) e BPRE (Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual), assim como Polícia Militar e Civil.

A estratégia de André Costa é usar a inteligência dos órgãos de segurança pública para ajudar o Estado no enfrentamento ao crime organizado. A avaliação, não só pela gestão estadual, mas também federal, é que as facções estão muito organizadas, ditando ordens de dentro dos presídios. Por isso, pretende que haja um entrosamento entre as áreas de inteligência para desarticular as facções.

Cartão de visita
O secretário também comentou sobre a Operação “Cartão de Visita”. De acordo com ele, o objetivo é coibir as ações criminosas, como furtos, roubos, e reduzir o número dos homicídios, nos bairros de Fortaleza, visando os locais com os maiores índices de criminalidade da cidade. “Objetivo maior é mostrar a força da segurança pública, para demonstrar que a área, pode sim, ter o domínio da situação”, disse ele, acrescentando que critério técnicos e objetivos foram analisados para escolha das regiões visitadas.

André Costa enfatizou ser “um desafio” comandar uma pasta, que vinha apresentando melhorias nos índices de redução de homicídio. Para conseguir reduzir ainda mais, o secretário prometeu manter o trabalho. “Costumo dizer: nada está bom, que não possa ser melhorado”, pontuou o secretário.

Resultados
A Operação “Cartão de Visita”, desencadeada pela SSPDS, no último fim de semana, em Fortaleza e Região Metropolitana, resultou em quatro prisões e na apreensão de seis armas de fogo, além da apreensão de quatro motocicletas. Foram realizadas ações de saturação nos bairros Montese, Parquelândia, Barra do Ceará, Padre Andrade, na noite de sexta-feira (20), e nos bairros Vila Velha, Jardim Iracema, Genibaú e Autran Nunes, na noite do sábado (21).

Além de abordagens realizadas nas ruas dos bairros, as ações também se estenderam para os coletivos. Em um deles, os agentes de segurança encontraram uma pequena quantidade de droga (maconha) e um simulacro de arma de fogo abandonados no interior do veículo.

André Costa participou pessoalmente da operação e esteve nos locais onde concentram parte dos índices de criminalidade da Capital e RMF. A ofensiva contou com um reforço de mais de 100 policiais civis, militares e do Corpo de Bombeiros em 25 viaturas. A ação contou, ainda, com o apoio aéreo da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Também participaram da operação o secretário adjunto da pasta, tenente coronel Alexandre Ávila; os comandantes da Polícia Miliar, coronel Ronaldo Viana; o delegado geral da Polícia Civil, Everardo Lima; e o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Heraldo Pacheco.

Fonte: O Estado

Compartilhar
ACSMCE
ACSMCE
Este artigo foi produzido por um dos redatores especialistas da base da ACSMCE. Fique ligado, quase todos os dias temos conteúdo novo.

POSTS RELACIONADOS

RELACIONADOS
LOCALIZAÇÃO
Av. Imperador, 1600 - Centro - Fortaleza-CE
CEP: 60015-052
CONECTE-SE
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da ACSMCE.
© 2016 ACSMCE. Todos os direitos reservados