Sem reajuste para servidor e extinguindo secretarias, Governo compra helicópteros de luxo por R$ 80 milhões, sem licitação

01

No mesmo dia em que a bancada governista na Assembleia Legislativa do Ceará defendeu a aprovação da mensagem do governo que aumenta a contribuição para a Previdência Estadual, aumenta impostos, corta terceirizados e extingue secretarias, um novo escândalo veio à tona. O Estado gastará R$ 80,2 milhões na compra de dois helicópteros de luxo.

A denúncia foi feita pelo deputado estadual Capitão Wagner (PR). Segundo o parlamentar, a compra das aeronaves acontecerá sem licitação. São dois helicópteros do modelo Airbus H-135 Helionix, aeronaves do tipo adquiridas por milionários do principado de Mônaco.

A compra dos dois helicópteros ocorrerá através de um extrato de dispensa de licitação (número 09/2016), conforme  publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) em sua edição do último dia 9 de dezembro (páginas 11 e 12), de acordo com o processo número 7256793/2016, oriundo da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior.

No entanto, na compra destinada à Secretaria de Ciência e Tecnologia, a justificativa para a compra das aeronaves tem como objetivo, “suprir as novas demandas da Ciopaer com o programa de expansão das bases para o Interior do Estado. Ciopaer é a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas, cuja subordinação é de outra secretaria, no caso, a de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Ainda na nota publicada no DOE consta que a dispensa de licitação foi declarada (assinada) pelo secretário adjunto da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado, Francisco Carvalho de Arruda Coelho e ratificada pelo titular da Pasta, Francisco de Assis Nunes Arruda.

Incoerência

Além das duas aeronaves, o contrato no valor exato de R$ 80.243.238,75, foi fechado com a empresa MLW Intermed Handels – Und Con Sultiggesellschaft fur Erzeugnisse  Und Austudtungen Des Gesundheits, e prevê também  o fornecimento de peças, ferramentas e treinamento para mecânico e pilotos.

Ao revelar a compra milionária, sem licitação, e no momento em que o Governo apresenta um pacote de medidas recessivas e de arrocho salarial, o deputado Capitão Wagner afirma que o discurso oficial de contenção de gastos para o equilíbrio de contas é incoerente.

Fonte: CearaNews7

Compartilhar
ACSMCE
ACSMCE
Este artigo foi produzido por um dos redatores especialistas da base da ACSMCE. Fique ligado, quase todos os dias temos conteúdo novo.

POSTS RELACIONADOS

RELACIONADOS
LOCALIZAÇÃO
Av. Imperador, 1600 - Centro - Fortaleza-CE
CEP: 600015-052
CONECTE-SE
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da ACSMCE.
© 2016 ACSMCE. Todos os direitos reservados