“O que não pode é o bandido puxar uma arma na rua e matar o policial ou matar uma pessoa inocente”

nota de apoio - site

Diante do crescimento das ocorrências em que acontecem enfrentamento entre policiais e meliantes, se vê cada vez mais a necessidade da força policial, haja vista a audácia cada vez maior por parte dos infratores. Essa é uma realidade conhecida por aqueles que trabalham rotineiramente nas ruas, vivenciando situações de perigo, sem saber na maioria das vezes, se irão retornar para seus lares. A incerteza é maior quando as estatísticas de morte de agentes de segurança pública só aumentam a cada dia que passa.

As declarações dadas pelo secretário de segurança pública e defesa social do Ceará, André Costa, na coletiva de imprensa dada no último sábado, 28, onde falou que ” a gente tomou a decisão de partir para cima do crime. De agir com força contra esses covardes, esses bandidos covardes que estão todo dia apontando arma na cabeça do cidadão. A gente oferece duas coisas para o bandido: se ele quiser se entregar a gente oferece a Justiça, se ele quiser puxar uma arma, a gente tem um cemitério para oferecer a ele. O que não pode é o bandido puxar uma arma na rua e matar o policial ou matar um cidadão de bem”. Essa declaração é apenas um reflexo das ruas, das ocorrências.

É preciso que os críticos tenham o conhecimento operacional da rua antes de falar. Afirmar que o secretário está incitando a violência é um absurdo, uma vez que é preciso respaldo para que o policial possa agir na rua, na sua função de policiamento ostensivo e preventivo. Absurdo é vermos 44 PMs presos sem ao menos uma prova contundente de suas participações no Caso Curió.

Somos todos a favor do profissional da segurança pública!

 

 

 

Compartilhar
ACSMCE
ACSMCE
Este artigo foi produzido por um dos redatores especialistas da base da ACSMCE. Fique ligado, quase todos os dias temos conteúdo novo.

POSTS RELACIONADOS

RELACIONADOS
LOCALIZAÇÃO
Av. Imperador, 1600 - Centro - Fortaleza-CE
CEP: 60015-052
CONECTE-SE
Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades da ACSMCE.
© 2016 ACSMCE. Todos os direitos reservados